segunda-feira, 30 de setembro de 2013

A SECRETÁRIA


Imagino aquela secretária como se um piano fosse,
Nela se escrevem letras que jamais se imaginariam,
Não há motivos normais para escrever daquela forma!
Musicas tão delicadas que facilmente se confundiriam com sinfonias

Eu seria o músico nessa secretária, e tu o meu piano.
Onde com as mãos eu faria milagres com a simplicidade de um mortal!
Milagre de te fechar os olhos e te sentir tremer,
milagre de olhos conseguirem falar,
milagre de suspiros serem penetrante...
Com as minhas mãos eu faria uma bela sinfonia,
sentado à secretário, contigo a meu piano...


Vulcano

2 comentários:

Charmoso disse...

Tu e esse velho piano, acordaram-me a imaginação!

Vulcano disse...

Olá Charmoso,

Imagina... É bom imaginar!
Agora ouvir o seu som, ter o prazer de tocar literalmente...
Fantástico!

Abraço

Vulcano