quinta-feira, 12 de setembro de 2013

PURISTA


Quando alguém me diz para estar quieta
Sinto logo que devo mexer-me
E sempre que era para estar calada
Levantei-me falei

Nunca fui de aceitar que as coisas são como são
Nem visto roupa que faça com que desapareça
Nunca fui de ir por onde os outros vão
E saio à rua não sabendo bem a direcção
 

Eu durmo com eu quero e faço o que me apetece
Com quem eu quero aquilo que quero fazer

Eu durmo com quem eu quero
Com quem eu quero
 

Quando sei que não vou porque eu não posso ir
O que deve ser feito a mim não faz sentido
Se os telhados cairem na rua quero estar nua
Nada a esconder nada a proteger

Sou o que tu queres e não queres ter
Aquilo que odeias e temes perder
E todas as coisas que possas dizer
Não me vão convencer


Eu durmo com eu quero e faço o que me apetece
Com quem eu quero aquilo que quero fazer

Com quem eu quero
Com quem eu quero
Com quem eu quero
Com quem eu quero

Vulcano

4 comentários:

MissM disse...

Uiii ... não diria melhor ... subscrevo cada palavra!!!
Beijo

Vício de Ti disse...

Acho que a mensagem passou na perfeição :))

Beijo :)

Vulcano disse...

MissM,

o que tu queres sei eu... :)
eu sei, eu sei!

Beijinho grande minha querida

Vulcano

Vulcano disse...

Minha querida Vício,

Ainda bem que me fiz entender...
mas...
se por eventualidade existirem dúvidas, eu mostro...
...com mais imagens, claro! :)

Beijo grande,

Vulcano