quarta-feira, 10 de abril de 2013

EU E TU NA PRAIA... PELA NOITE DENTRO!

Já vai alta a noite, vejo o negro do céu,
deitado na areia, o teu corpo e o meu.


Viajo com as mãos por entre as montanhas e os rios,
e sinto nos meus lábios os teus doces e frios.


E voas sobre o mar, com as asas que eu te dou,
e dizes-me a cantar:
"É assim que eu sou!"


Olhar para ti e ver o que eu vejo,
olhar-te nos olhos com olhares de desejo,


Eu não tenho nada mais p'ra te dar,
esta vida são dois dias,
e um é para acordar,
das histórias de encantar.


Viagens que se perdem no tempo,
viagens sem princípio nem fim,
beijos entregues ao vento,
e amor em mares de cetim.


Gestos que riscam o ar,
e olhares que trazem solidão,
pedras e praias e o céu a bailar,
e os corpos que fogem do chão.


E voas sobre o mar, com as asas que eu te dou,
e dizes-me a cantar:
"É assim que eu sou!"


O MEU TESOURO...
Vulcano

1 comentário:

MissMary disse...

Ficou fantástico este post,com a letra do Pedro Abrunhosa e as imagens.
Adorei :)